12 de Setembro de 2013

Report: notícias

5º encontro g4 - cadeia de fornecedores

Com base no tema cadeia de suprimentos, um dos destaques da nova versão das diretrizes da Global Reporting Initiative (GRI), a Report promoveu na manhã de ontem, em São Paulo, a quinta e última etapa da série de diálogos sobre a G4. O encontro teve a participação das empresas Cielo, Natura, EcoRodovias, Santander, Volkswagen, Caixa Econômica Federal, Positivo, Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein e Duratex, além das consultoras e especialistas do UniEthos Cristina Fedato e Carla Stoicov.

Os desafios e práticas das empresas à hora de relatar suas relações com os fornecedores centralizaram os debates, iniciados com uma apresentação de Cristina Fedato. Ao discutir o conceito de cadeia de valor – surgido nos anos 1990 para designar os agentes que atuam no ciclo de vida dos produtos e serviços das organizações, como clientes, consumidores e parceiros de negócios –, a consultora apontou a necessidade de, na gestão de suprimentos, selecionar e priorizar temas que façam sentido para o negócio.

“Muitas vezes, vemos que o problema da cadeia está no ‘segundo elo’, em atividades que geram subcontratações. Em outros casos, são temas ambientais, e não os sociais – hoje muito discutidos –, que mais importam na gestão desses parceiros”, disse. “É preciso definir quais questões e posições da cadeia são mais relevantes de acordo com o setor da empresa”, complementou. Foram apresentados, ainda, dados do primeiro ciclo do projeto “Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor”, realizado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV). 

Na segunda etapa, a equipe de consultoria da Report apresentou as mudanças da G4 para o tema. Entre indicadores novos ou revisados e avanços nas abordagens de gestão ligadas às práticas de compras, as novas diretrizes propõem estender, em um caminho sem volta, o relato dos impactos de uma organização para além de seus muros. Ao fim, foram apresentados programas de empresas como Starbucks, Unilever e Ericsson para aprimorar a contratação, avaliação e monitoramento de fornecedores.

Apesar de o ciclo de encontros ter se encerrado, a Report mantém seu compromisso de contribuir com a circulação de conhecimentos sobre a G4. Nas próximas semanas, será planejado um encontro adicional para debater os impactos das novas diretrizes nos processos de asseguração e auditoria dos relatos de sustentabilidade. Aguarde!

+ Leia sobre os últimos encontros:

4º encontro - governança

3º encontro - a dimensão do engajamento demandado pela GRI e pelo mercado

2º encontro - materialidade: ferramenta central da sustentabilidade

1º encontro - mapa para o caminho da sustentabilidade