19 de Maio de 2015

Report: notícias

melhores práticas e desafios para setor da construção civil

Foi realizado, nesta terça-feira (19/5), o lançamento do estudo Impactos socioambientais do setor da construção civil [segmento imobiliário], contando com a participação de representantes de 24 empresas do setor de construção civil, ONGs, consultores e outras atividades produtivas.

Iniciando os debates da manhã, Camila Lourencini, gerente de estratégia da indústria da construção para América do Sul da BASF, apresentou algumas inovações da empresa para contribuir com a sustentabilidade em diversos segmentos da construção civil: soluções para gerar conforto térmico, acústico, redução no consumo de água, maior durabilidade e produtividade. As alternativas estão em exposição na CASA E, uma vitrine viva que a BASF mantém aberta para visitação em São Paulo, recém-certificada com o selo Leed Gold.


Camila Lourencini apresenta a CASA E, da BASF

Em seguida, foram apresentados os destaques do estudo, que mapeou os principais impactos socioambientais do setor com base no Suplemento setorial da GRI (Global Reporting Initiative) - “Sustainability Reporting Guidelines & Construction and Real Estate Sector Supplement”, e no Programa Construção Sustentável, desenvolvido pela CBIC. Os impactos foram também mapeados ao longo da cadeia das empresas do setor, e gerou-se o seguinte quadro abaixo:

A partir dos 13 principais impactos mapeados, foram levantadas as principais questões socioambientais da constru­ção civil (segmento imobiliário) que ainda re­presentam um real desafio para o segmento. Foram reunidas ainda as práticas divulgadas por 20 empresas* que participaram do estudo, iniciativas que podem servir de inspiração para outras organizações.

“Esperamos que esse estudo possa servir como insumo para empresas e consultores pautarem o desenvolvimento de estratégias de sustentabilidade corporativa que ajudem na gestão dos impactos e na busca pela liderança no setor”, afirma Carla Stoicov, sócia da Tistu, que aponta a transparência como um grande gargalo ainda existente na construção civil.



Carla Stoicov, da Tistu, apresenta o estudo realizado em parceria com a Report  


Thais Fantazia, da Report, apresenta o case MRV 

Case MRV

Thais Fantazia, consultora da report no projeto desenvolvido junto à construtora MRV, apresentou os primeiros resultados do planejamento estratégico, trabalho que utilizou como ferramentas o estudo da construção civil e o processo de materialidade realizado na empresa. Liderada pela presidência da MRV, a iniciativa deu origem a cinco diretrizes estratégicas e uma de apoio à construção de um sistema de gestão unificado, insumos que nortearão a gestão interna na empresa a ser implementada por meio de Grupos de Trabalho =(GTs) já estabelecidos. A MRV foi patrocinadora do estudo lançado.

+ Faça o download do estudo completo!

*As empresas participantes do estudo são: Bairro Novo (Odebrecht), Brookfield, Bueno Netto, Camargo Corrêa Desenvolvimento Imobiliário – CCDI, Cury (joint venture Cyrela), Cyrela, EMCCamp, Even, Eztec, Gafisa, Grupo Via, HF Engenharia, Living Construtora (do Grupo Cyrela), Moura Dubeux, MRV, PDG Realty, Plaenge, Queiroz Galvão, Tecnisa e WTorre.